Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘loucura’

E mais uma vez me encontro aqui
A porta trancada
A escuridão
O medo

E mais uma vez me encontro aqui
E me acompanha apenas
O vazio
E a frustação

E mais uma vez me encontro aqui
Na porta a bater
Tentando entrar
Tentando entender

E mais uma vez me encontro aqui
Insistindo
Querendo te entregar
O único bem que possuo

E mais uma vez me encontro aqui
Com o fardo pesado
Torturando meu corpo
Já sem forças para carregar

E tudo que busco
É a entrega
Que nunca consigo terminar….

Anúncios

Read Full Post »

O que é o talento?

Ou a benção?

Se não o destino me cobrando

O preço por aquilo que não pedi

 

O que são palavras bonitas?

Se não versos sofridos

De uma alma cansada

Pagando com moedas

Essa imensa dívida

 

O que sou eu?

O que é você?

Se não pequenos seres errantes

Em busca de perdão

Ou de luz

 

Quem somos nós?

Quando nossos destinos se cruzam

Como que armado pelo vento

Para nos iludir e enganar

 

E quem pagará o inferno?

Pelas nossas andanças

Sem rastro e sem direção

Nesse mundo que de tão grande

Nos torna tão pequenos

 

E quem me libertará?

Do sofrimento eterno

Que me trás nada

Além de inspiração

Read Full Post »

No universo das minhas confusões

Encontro-me mais uma vez sem rumo

E nem com aqueles que costumavam me dar refúgio

Posso contar

As palavras presas na garganta

Que se recusam a sair, seja como poesia ou grito

Delas dependo e só delas…

O último barco partiu rumo a lugar nenhum

E perdi a minha única chance de me esconder

Sem abrigo me vejo

Em meio à tempestade que jamais poderei controlar

 

E fico me culpando

Pelas coisas que não tenho o poder de fazer

Espero impaciente, por mudanças e respostas que não dependem de mim

E que podem me machucar

Tormentos vêm e vão

E eu nunca aprenderei a lidar com eles

Jamais me acostumarei

Ao que a vida impõe a todos…

Que este período de mudanças me faça forte

Sem me afogar em minhas próprias lágrimas

Que minha visão se mantenha plena

E que continue a sentir o sabor

 

Que minha energia não se esgote

Por que o sol voltará a brilhar

E a renovação valerá à pena

Como garante a profecia!

 

Read Full Post »

…Das coisas que penso

Não vou tão longe

Por não entender

O caminho…

…Das palavras soltas

Encontrando refugio

Em memórias

Por ora esquecidas…

…Das canções escritas

Cantando as perdas

Amores esquecidos

Jamais reparados…

…Dos olhares perdidos

Tentando encontrar

A visão perfeita

Sem nunca ser retornada…

…Das noites boemias

A música ao fundo

A noite fria

A promessa de refúgio…

…Das lágrimas derramadas

Pelas almas sem rumo

Procurando no infinito

Seu par nunca visto…

Read Full Post »

Todo esse tempo
protegendo esse castelo
acreditando que dentro dele
haviam riquezas
Todo esse tempo
derramando meu sangue
consumindo meu corpo
focando minha atenção
Todo esse tempo
jurando amor e lealdade
abrindo mão do meu querer
para estar diante dessas muralhas
Todo esse tempo
aguentando firme
sem demonstrar fraqueza
guardando meu caráter
Só para então descobrir
que tudo pode ter sido em vão
que a nobreza se foi a muito tempo
que não há nada além de rascunhos
de páginas mal escritas
de uma historia sem final…
O que será de mim
agora que deixarei a espada cair
abandonarei a armadura
esquecerei minhas defesas…
O que mais me resta além de caminhar
pela longa estrada da incerteza
sem olhar para trás
acreditando que fui fiel
comigo mesma
e com as promessas e crenças do meu coração.

					

Read Full Post »

De volta as velhas páginas brancas,

Gostaria de também voltar no tempo,

Para o mesmo lugar onde nada era importante,

E tudo ao meu redor tão impertinente.

Gostaria de entrar em uma máquina,

Que me levasse para o tempo em que máquinas não existissem,

Em que seriamos apenas nós e nossos corações partidos,

Em nossa loucura matinal.

….

Se desaparecer fosse como nunca ter existido,

Talvez magoasse menos as pessoas,

Deixasse de pisar naqueles que amo,

E de acreditar em minhas próprias mentiras.

Gostaria de viver no tempo em que minha cegueira,

Fosse curada com milagres,

Minha surdez não fizesse diferença,

Afinal de que vale a cura humana,

Quando esta só te faz sentir mais doente?

Para que servem os livros de auto-ajuda?

E as palavras de amor e carinho?

Para alguém que a cada dia mata a si mesma?

Talvez esteja pagando por um erro que não me lembro de ter cometido,

Talvez esteja fazendo os outros pagarem por ele…

Talvez seja só loucura,

Talvez nem seja importante…

Queria poder quebrar algo propositalmente,

Não contar a esmola,

Não olhar o preço dos vestidos,

Não ter ofendido alguém maior que eu,

Não comparar problemas,

Não me sentir perdedora,

Descobrir o certo e o errado e talvez o caminho.

Quem sabe voltar a sonhar…

E agradecer esse pedaço de rascunho velho….

Read Full Post »

Vou rasgar os antigos mapas

E queimá-los em seguida

Já que chegar não importa

Se já não quero partir

Talvez redesenhe os trilhos

E faça um novo caminho

Como ele deveria ser

Com o que carrego no coração

Novos, velhos sonhos

Tortos, livres caminhos

Leves, cheias bagagens

Fluentes, rasos rios…

E se a nevoa

Não me permite ver a frente

Vou usar a intuição

E a vontade de descobrir

E onde quer que seja

Que seja

Não se perca um único detalhe

Do que me cerca

Refazendo os mapas

Talvez refaça os caminhos

E passe a entender

O que me trouxe aqui.

Read Full Post »

Older Posts »